top of page

PRIMAVERA COM EL NIÑO DEVE REDUZIR VOLUME DE CHUVAS NOS PRÓXIMOS MESES EM REGIÕES CAFEEIRAS


Nesta quarta-feira tem início a primavera. Exatamente às 05 h e 20 minutos do dia 23 de setembro ocorreu o Equinócio de Primavera do Hemisfério Sul. O termo equinócio é derivado do latim (aequinoctium) e significa "noites iguais", ou seja, a data em que o número de horas do dia é o mesmo que o da noite. Apesar de ser apenas uma data associada a um fenômeno astronômico os equinócios, cujas datas normalmente variam a cada ano, são importantes para diferentes áreas das atividades humanas.

A primavera desse ano será marcada pela presença do fenômeno El Niño (que é o aquecimento anormal das águas do oceano Pacífico Tropical) que desde as últimas semanas de agosto até a presente data tem se apresentado como um fenômeno de forte intensidade, devido à redução da intensidade dos ventos alísios e o aumento na intensidade das chuvas na parte central da porção leste da faixa tropical do oceano pacífico. Atualmente,todos os modelos climáticos sugerem em consenso que o atual fenômeno deve continuar na primavera que se inicia essa semana podendo permanecer até mesmo durante todo o próximo verão de 2016. Esse fenômeno começou considerado como “fraco” no final de fevereiro desse ano, sendo que passou a “moderado” em meados de maio e desde o final de julho tem sido considerado como um fenômeno de forte intensidade. Em agosto as anomalias positivas na temperatura da superfície do pacífico chegaram a 2 ºC, ou seja, temperaturas acima do normal, sendo que entre junho a agosto essa anomalia tinha sido de 1,6 ºC. De modo resumido, esse fenômeno normalmente provoca aumento das chuvas no extremo sul do país e seca para a região nordeste do Brasil.

Chuvas no mês de setembro

Em setembro os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina deverão apresentar chuvas acima da média do período, com exceção da região de Vacaria (RS) e Campos de Lages (SC) e demais municípios do seu entorno que poderão apresentar chuvas pouco acima ou dentro da média do período. No Paraná também é esperado que as chuvas ocorram acima da média do período no mês de setembro, com exceção das mesorregiões do Norte Pioneiro, Centro Oriental e Metropolitana de Curitiba onde é esperado chuvas dentro da média normal do período. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais é esperado que as chuvas ocorram abaixo da média normal do período, principalmente na região noroeste do Estado de Minas Gerais e no extremo oeste Baiano.

Chuvas no mês de outubro

Nesse mês é esperado que somente o Estado do Rio Grande do Sul, a região serrana de Santa Catarina e o oeste Paranaense apresentem chuvas acima da média do período. As regiões onde as chuvas são esperadas abaixo da média do período são: Em São Paulo, o Vale do Paraíba Paulista, Campinas e Ribeirão Preto. Os Estados de Goiás, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais e toda